Ensaio Aberto da Oficina "Calígula Morreu. Eu não." no dia 6 de julho, às 16h00, no gnration.

06 Jul. 2019

Calígula Morreu. Eu não.

Ensaio Aberto da Oficina "Calígula Morreu. Eu não." no dia 6 de julho, às 16h00, no gnration.

06 Jul. 2019

Um ensemble Universal, à semelhança de um Mundo coletivo. Partindo da obra literária Calígula, de Albert Camus, esta primeira oficina de criação propõe um encontro de linguagens artísticas e diversas comunidades em torno de três temas: o exercício do poder, a desesperança e a amoralidade, explorados através da prática teatral, da vídeo arte e da cenografia. O sentido multidisciplinar deste atelier, procurará potenciar através das diferentes linguagens e técnicas artísticas, perspetivas divergentes e convergentes sobre temáticas universais, recorrendo a metodologias e sistemas de criação participativos e inclusivos. 

A oficina será coordenada pelo diretor artístico da Terra Amarela – Plataforma de Criação Artística Inclusiva, Marco Paiva, e contará com a colaboração da artística bracarense da área da vídeo arte e multimédia Cláudia Oliveira, do cenógrafo madrileno José Luiz Raymond e do ator Jesus Vidal, o primeiro ator com deficiência a vencer um prémio GOYA 2019 (prémios do cinema espanhol).  

Esta oficina terá uma segunda edição em outubro de 2019, no Centro Dramático Nacional de Madrid, dirigido às comunidades madrilenas.