A formação propõe uma série de atividades artísticas e lúdicas que integram o som e a escuta como pedagogia de aprendizagem ativa e criativa. A partir de explorações sonoras e experiências dinâmicas, sensibiliza-se a capacidade de escutar e a atenção plena, para estimular o processamento de informação, a expressão, a orientação no espaço, a relação criativa com o meio envolvente, a empatia e a interação ecológica.
Serão transmitidos conhecimentos, métodos e práticas artísticas que usam o som como ferramenta e meio de comunicação para potenciar o desenvolvimento preceptivo, emocional e cognitivo das crianças de um modo integral, participativo, inclusivo e sustentável.

  • 20 Out.
  • 21 Out.
  • 03 Nov.
  • 04 Nov.
  • 17 Nov.
  • 18 Nov.
gnration
Circuito - Serviço Educativo Braga Media Arts
gratuito

Parceiro: Município de Braga, Projeto AUDIRE: guardar memórias sonoras (Centro de Estudos e Sociedade da Universidade do Minho

  • 20 Out.
  • 21 Out.
  • 03 Nov.
  • 04 Nov.
  • 17 Nov.
  • 18 Nov.
gnration
Circuito - Serviço Educativo Braga Media Arts
gratuito

Parceiro: Município de Braga, Projeto AUDIRE: guardar memórias sonoras (Centro de Estudos e Sociedade da Universidade do Minho

Formadora: Cláudia Martinho

Público-alvo: Docentes da educação pré-escolar e do 1º ciclo do ensino básico, pais e dinamizadores culturais.

Duração: 24 horas (12h presencial + 12h trabalho autónomo)

 

Cláudia Martinho

Cláudia Martinho é artista sonora, arquiteta e investigadora. Interessa-se pela cocriação espacial e sonora como ferramenta e ação transformadora, para regenerar as relações entre humanos e ecossistemas. A sua prática envolve gravações de som ambiental, instalação acústica, oficinas e performances. Doutorada em Arte Sonora (Goldsmiths, University of London), atualmente é investigadora com o projeto 'Audire: guardar memórias sonoras' (CECS, Universidade do Minho).