A Maria Augusta Produções, o departamento de Media Arts da Companhia Teatro Braga, tem o prazer de o/a convidar para a Exposição de Fotografia e Instalação "Enteléquia", no Museu dos Biscainhos em Braga.

  • 03 Oct. até 31 Oct.
  • 03 Oct. até 31 Oct.

“É o Presente. Entes arbóreos falam-nos do acordo feito à tempos imemoriais entre Árvores e Humanos: o Equilíbrio. São estes os “resiliEntes” que resistem e nos relembram insistentemente da nossa parte desse acordo: que há um trabalho constante a ser realizado por nós pois somos seres em potência. Seres em potência para atingir o estado de Enteléquia, a Energia que Age.”

Usando a malha urbana da cidade de Braga e suas árvores como ponto de partida, Enteléquia pretende ser um manifesto naturalista materializado numa exposição multimédia. Assim, Enteléquia pretende proporcionar aos espectadores um espaço de memória e homenagem ao ancestral Equilíbrio através de uma investigação visual e histórica das árvores mais antigas e importantes da cidade e distrito de Braga.

O AUTOR:
Luís Filipe Cardoso Rosa Lopes, nascido em 1982 no Porto, Portugal.

Artista Audiovisual, Realizador, Editor e Sonoplasta. Licenciado em Som e Imagem pela Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa, Porto, especialização em Som, 2006.

O seu primeiro filme “Meta-Semioptika” foi premiado no 25º Festival dokumentART (2016, Alemanha) e seleccionado para o 37º Fantasporto (Portugal), Backup Festival (Alemanha) e VAFT (Finlândia). Participou em exposições no LACDA (Los Angeles, EUA), Espaço Santa Catarina (Lisboa) e Fonlad (Coimbra) sob forma de vídeo-instalação.

Em Março de 2020 estreia a sua segunda curta, “Kalliope e o caminho sintrópico da Musa” no Festival Videoformes 2020, em Clermont-Ferrand (França).

Enteléquia é o seu terceiro filme.