Da música à imagem em movimento, o Clube de Inverno é o espaço certo para descobrir, explorar e improvisar. De jam session acústico-digital a laboratório de experimentação, as possibilidades são imensas. A oitava edição conta com a orientação de Lairie e Ana Mariz. O resultado desta semana de criação será apresentado no gnration, no âmbito da programação do OCUPA #9, perspetiva sobre a música eletrónica e arte digital em Braga.

  • 03 Dez. até 05 Dez. | Sessões de criação - 18:30 às 21:30
  • 06 Dez. | Apresentação final - 21:30
gnration
Circuito - Serviço Educativo Braga Media Arts

 

Sessões de criação Gratuitas, mediante inscrição para circuito@bragamediaarts.com

  • 03 Dez. até 05 Dez. | Sessões de criação - 18:30 às 21:30
  • 06 Dez. | Apresentação final - 21:30
gnration
Circuito - Serviço Educativo Braga Media Arts

 

Sessões de criação Gratuitas, mediante inscrição para circuito@bragamediaarts.com

Datas
Sessões de criação - 03 a 05 dezembro (ter a sex) | 18:30 às 21:30
Apresentação final no OCUPA #9 - 06 dezembro (sex) | 21:30

Apresentação inserida na programação do OCUPA - perspetiva sobre música eletrónica e arte digital em Braga.

 

Parceiro OCUPA — Perspetiva sobre música eletrónica e arte digital em Braga, gnration e AUAUFEIOMAU

Apoio República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes · RTCP – Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses

Nota Os músicos e artistas visuais interessados em participar devem enviar portfólio e/ou descrição do instrumento para circuito@bragamediaarts.com até 27 de novembro

 

Lairie
Lairie nasceu no Brasil e vive atualmente em Portugal, onde se move entre a composição, performance e produção musical. Lançou, a solo, os discos “Voa” (2016) e "Lux" (2019), transitando com fluidez entre diversos universos musicais, numa obra que funde organicamente a MPB, eletrónica e experimentação sonora - ora em português, ora em inglês ou espanhol. Já atuou em mais vinte países na Europa e na América, colaborou com artistas de diversas áreas, incluindo Gaya de Medeiros e Meta, e desde 2022 que acompanha Fado Bicha em palco.

Ana Mariz
Ana Mariz estudou cinema na Escola Superior de Teatro e Cinema em Lisboa, na FAMU em Praga e no ESCAC em Barcelona. Movimenta-se entre a cinematografia e as artes visuais, realizou os filmes "Vigília" (2016) e "Matilde Olha Para Trás" (2021), e já trabalhou como diretora de fotografia em filmes de realizadores como Ico Costa, Lúcia Pires ou Rúben Gonçalves. A abordagem multidisciplinar que pauta o seu trabalho já deu origem a colaborações com compositores de música clássica, companhias de teatro e marcas de moda. Em paralelo com a sua prática artística, Ana Mariz escreve e ensina.