O Município de Braga apresentou no passado dia 7 de Dezembro, na Fundição de Sinos de Braga, o processo de desenvolvimento de uma Estratégia Cultural, denominada ´Braga Cultura 2030´, para o horizonte temporal de 2020-2030. 

17 Dez. 2018

link

Braga Cultura 2030

O Município de Braga apresentou no passado dia 7 de Dezembro, na Fundição de Sinos de Braga, o processo de desenvolvimento de uma Estratégia Cultural, denominada ´Braga Cultura 2030´, para o horizonte temporal de 2020-2030. 

17 Dez. 2018

link

Que desafios enfrenta a nossa cidade na próxima década? Quais as prioridades económicas, sociais, culturais numa das cidades mais jovens da Europa? Qual o papel dos nossos museus, galerias e teatros no futuro auspicioso que se avizinha?

Braga está a mudar a olhos vistos e a sua comunidade está a mudar com ela. "Novos bracarenses" de diversas latitudes, um turismo crescente e um nova comunidade artística ligada às media arts, são motivos suficientes para o desenvolvimento de uma nova Estratégia Cultural, denominada 'Braga Cultura 2030' - apresentada no passado dia 7 de Dezembro, com vista a uma futura candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura (CEC) 2027.

Uma plataforma projetada para o horizonte temporal de 2020-2030 e imaginada para repensar o nosso espaço público e incluir os cidadãos nesta reflexão aberta. Assim se garante que a Cidade está a construir uma estratégia sólida e que a CEC será, mais do que um evento marcado no tempo, antes parte integrante do caminho que o Município se compromete a percorrer

Segundo Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, para projectar o futuro é essencial não só pensar nos desafios que este nos traz, mas também olhar o passado para perceber o legado cultural da Cidade e compreender o momento presente.

“Queremos pensar a estratégia cultural num horizonte mais alargado, que não se guie apenas por um momento de celebração mas que reflicta as necessidades actuais e futuras da Cidade e dos seus agentes e responda aos desafios e ambições de uma Cidade que quer fazer da Cultura um dos seus pilares de desenvolvimento, constituindo um guião para os próximos 10 anos”, referiu, lembrando que o desenho desta estratégia irá ficar concluído em 2019 e que as primeiras acções piloto deverão estar em prática já no final do próximo ano.

Esta estratégia cultural, que pretende reflectir as necessidades actuais e futuras da Cidade, terá obrigatoriamente que contar com um envolvimento activo de todos os agentes da Cidade e da sociedade civil.

Nesse âmbito, foi apresentado um website (http://www.bragacultura2030.pt) que partilha a evolução do processo, assim como a sua metodologia e calendário. No portal serão divulgadas as acções que estão a ser desenvolvidas desde o início deste ano no âmbito do desenvolvimento de um diagnóstico prospectivo que ficará concluído até final do presente mês de Dezembro.

Serão também partilhadas informações sobre a equipa de trabalho que está a desenvolver o projecto, bem como sobre o fundamental envolvimento dos agentes locais e da comunidade no processo de diagnóstico e na construção da estratégia cultural Braga Cultura 2030.

Conhece o projeto aqui https://www.bragacultura2030.pt/